Rui Pedro Carvalho

A Osteopatia começou nos EUA, em 1874, pelo médico-cirurgião Dr. Andrew Taylor Still
Consiste num método de avaliação e tratamento baseado na anatomia e fisiologia
humana. O osteopata visa restabelecer o défice de mobilidade nos diversos tecidos
(musculares, fascial, articular) para permitir que o corpo se readapte em busca de uma
postura melhor.
Após um breve interrogatório ao paciente, eliminadas as contra-indicações, é feito um
diagnóstico diferencial que determina o motivo da consulta. O tratamento é baseado num
conjunto de técnicas manuais.

Indicações

– Cervicalgias
– Torcicolo (dor de pescoço)
– Enxaquecas (dor de cabeça)
– Lombalgia
– Dorsalgia (dor nas costas)
– Dor ciática
– Bursites
– Tendinites
– Epicondilites (dor no cotovelo)
– Síndrome do túnel do carpo
– Problemas meniscais
– Entorse do pé
– Fasceíte plantar (dor na planta do pé)

Técnicas

–  Manipulações de impulsos para ajustar e alinhar a articulação
–  Manipulações de tração e descompressão no alívio de dor e rigidez
–  Técnicas de tecidos moles para aliviar tensões musculares e aumentar a circulação
sanguínea
–  Técnicas neuromusculares (trigger points) no tecido cicatricial e fibroses